Apartamentos para vender na índia terão piscina ao invés de varanda.

julho 4, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 
Varandas se transformam em piscinas (Foto: Reprodução da internet Extra Online)

Um grupo de arquitetos resolveu inovar na construção de varandas para dois prédios que serão construídos em Mumbai, na Índia. No lugar de um espaço para cadeiras e mesas, eles colocaram piscinas cercadas de vidro. Conhecido como “Aquaria Grande”, os arranha-céus de 37 andares foram o resultado de uma colaboração entre o arquiteto James Law, de Hong Kong, com a companhia indiana Wadhwa Group, informou o jornal Daily Mail.

O complexo terá 200 apartamentos, três níveis de estacionamento, um ginásio e sauna. O projeto vem dividindo opiniões, sendo batizado de “pesadelo arquitetônico” por uns e ‘complexo de prédios residenciais inacreditáveis” por outros. Se o empreendimento for um sucesso, com certeza terá interessados no calor do Brasil.

Fonte: Jornal Extra

Casas para vender com varandas gourmet.

julho 4, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

A palavra gourmet tem ascendência francesa e o seu significado original designava os bons apreciadores de vinho, os verdadeiros conhecedores. Atualmente já faz parte do vocabulário português e alargou o seu âmbito a tudo o que se relaciona com os prazeres da mesa, sempre na perspectiva da autenticidade e da qualidade.

A varanda ampla se tornou uma extensão da sala e também da cozinha. Quando tem equipamentos (a moda é ir além da churrasqueira) como cooktop, forno, bar é um espaço destinado a apreciação de uma boa comida e bebida, com uma tendencia brasileira de acontecer ao ar livre decorrente do nosso clima tropical.é chamada de varanda gourmet.

Mude o visual da sua casa com soluções baratas e criativas.

julho 4, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

Cabo de vassoura cortado e discos de vinil na parede podem dar cara nova a um local

Santa Catarina -  Foi-se o tempo em que para o acabamento nas paredes da casa bastava uma demão de pintura. Hoje, revestimentos, texturas e materiais alternativos são quase obrigatórios para colocar mais vida nos ambientes, como mostra a Casa Cor 2012 Santa Catarina. E vale tudo.

Bar da Casa, com parede de cabos de vassoura cortados | Foto: Divulgação

“Nós usamos um revestimento de tela que tem rodelas de cabos de vassoura cortados presas nele e cobrimos uma parte da parede e o teto”, explica Aline V. Nardi, uma das três arquitetas criadora do ambiente Bar da Casa.

Quarto do filho músico com discos devinil colados na parede | Foto: Divulgação

Outra proposta para revestir e ainda deixar o quarto com um visual jovem é pegar aquele disco de vinil velho, que você não ouve mais e grudar na parede.

“Misturei compactos com LPs e cobri uma parede do quarto do filho, que é músico”, conta a arquiteta Adriana Piva.

Há também propostas mais sofisticadas – e a preços maiores – para mudar a cara de uma parede, como o revestimento australiano Crystal Glass, que acaba de chegar ao Brasil. “Utilizamos para dar acabamento no bar”, conta Cláudio Oliveira, um dos criadores do Wine Bar.

Feito com placas de vidro coloridas, cortadas em diversos formatos, o metro quadrado do material sai por salgados R$ 2.500.

Wine Bar: revestimento australiano de vidro vermelho no acabamento | Foto: Divulgação

Ambientes assim, mais requintados, vão servir de inspiração para o novo hotel boutique que será inaugurado no local — o mirante da Lagoa da Conceição de Florianópolis — quando a mostra sair de lá.

Nele, o hóspede terá quartos luxuosos, como a suíte presidencial criada por Salvio Moraes Jr. e Moacir Schmitt. Uma opção restrita a poucos bolsos.

Fonte: O Dia

Imóvel com churrasqueira invadem área nobre da casa.

julho 4, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

Elas saíram do quintal e das áreas de lazer para se tornar peças de destaque no interior de casas e apartamentos

Churrasqueiras a gás, embutidas na bancadada cozinha, são boas opções para apartamentos

Impossível pensar em uma área de lazer de residência brasileira sem uma churrasqueira. Considerado um prato típico de nosso País, o churrasco é muito mais que uma refeição. Ele representa um momento de confraternização, de união em torno do ritual de se alimentar, onde todos se reúnem ao redor da comida e observam o prato ficar pronto.

Para tanto é fundamental que o espaço para churrascos ganhe destaque na hora da construção. Em praticamente todas as casas e edifícios a área de churrasqueira ganha atenção especial.

E a popularidade tornou essa área da casa bastante democrática quando se fala em acabamento. ”O tijolo aparente ainda é a opção mais utilizada, mas fazemos muitas churrasqueiras de cerâmica, pastilhas de vidro e até madeira”, afirma Cidinha Batista, da Império Grill, especializada na construção de churrasqueiras. ”Também pode-se usar revestimentos de fibra natural ou sintética, pedra natural filetada, mármore, granito, grafiato, textura”, completa a arquiteta Nathália Zambon Montans.

Ela lembra também que uma tendência bastante consolidada atualmente é a integração das churrasqueiras com a cozinha e área social das casas. ”Isso traz maior praticidade e conforto. Dessa maneira utiliza-se apenas uma estrutura de armário, geladeira e fogão”, explica. Sofás, banquetas, mesas e chaises em materiais de fácil limpeza completam o clima de aconchego, permitindo que convidados fiquem próximos de quem está preparando a comida.

Na hora da construção, alguns detalhes garantem que a fumaça não atrapalhe. Segundo Cidinha, é necessário que a chaminé fique em média 3,5 metros de altura do chão, sendo que 50 centímetros precisam estar acima do telhado, em uma área onde existe boa circulação de ar. ”Também é importante ter uma chaminé com um diâmetro de 23 a 25 centímetros. Se a coifa não puder ser reta até o topo e precisar sofrer algum desvio, ele não deve passar de 45 graus. Assim podemos garantir que a fumaça seja puxada para fora da churrasqueira”, ensina.

Para quem não consegue construir uma estrutura adequada de chaminé, Nathália lembra que existem as churrasqueiras de pedra vulcânica e elétricas, que não produzem fumaça. ”E para quem não conhece alguém especializado nesse tipo de construção, existem os modelos pré-moldados”, afirma.

Fonte: Folha de Londrina

Casas para venda decoradas

maio 6, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

O segmento de decoração e arquitetura, assim como o de moda, segue tendências e estilos mundiais e movimenta milhões de dólares todos os anos. Cerca de 60 países dominam esse mercado e têm um faturamento estimado de U$$ 376 bilhões, de acordo com o Centro de Pesquisas Industriais (CSIL). Entre os principais importadores estão Estados Unidos, Alemanha, França e o Reino Unido. Já os maiores exportadores são China, Itália, Alemanha e Polônia. As principais novidades do setor geralmente são ditadas em grandes eventos internacionais, como o Salão Internacional do Móvel, realizado recentemente em Milão. O que será percebido nos próximos meses em design de interiores diz respeito às cores utilizadas de forma estratégica, tanto em ambientes comerciais quanto em residenciais. A ousadia vem do uso de tons fortes e vibrantes em peças de mobiliário, iluminação ou marcenaria, nos locais compostos predominantemente por cores neutras. Esses detalhes em vermelho, amarelo, azul e violeta ajudam a dar destaque a diversas composições, sem perder o visual clean.
A reciclagem também estará em alta, e muitas peças poderão ser usadas com a finalidade de dar vida na seriedade do preto, do branco e do cinza. O estilo aparece atualmente em diversas formas, como cadeiras feitas com peças de roupas e mesas fabricadas com papelão. De forma surpreendente, esses materiais são transformados com estilo e design arrojado. O conceito de bom gosto pode ser reinventado sempre, agregando novas ideias e mesclando o clássico com outros tantos modos inovadores.

Para os ambientes corporativos, a tendência é compor o mobiliário em espaços amplos, sem divisões e globalizados, mostrando estações de trabalho de vários jeitos. No Ufficio, espaço da feira internacional destinada a escritórios, esse formato foi característica principal em grande parte dos estandes. Além de criar um visual moderno, aproxima a equipe, antes isolada pelas divisórias e mesas individuais.

Em todos os eventos de decoração é possível ver que o diferencial está em agregar novas tecnologias, formas e materiais. Eles enriquecem o conceito dos designers. Nas novas coleções apresentadas mundialmente, o polipropileno e o polietileno aparecem como boas opções de materiais utilizados. De forma geral, o que deve saltar aos olhos nos ambientes modernos é a sensação de conforto e acolhimento. Por isso mesmo o mobiliário é mais baixo, revestido com materiais que apliquem essa sensação ao olhar. E as cores entram para quebrar a linearidade, que muitas vezes cansa e entedia.

A Feira Internacional de Milão, que é a maior referência para profissionais da decoração, mostrou mais uma vez que o design ainda tem a capacidade de melhorar a vida das pessoas, tornando os ambientes mais agradáveis e relaxantes. E o nosso País está se tornando bom consumidor desses produtos e conceitos. Os brasileiros estão consumindo mais e o mercado imobiliário nunca registrou tamanha expansão. Por isso, cresce a demanda pelos profissionais de decoração e o mercado de móveis. Para se ter uma idéia, o ramo de móveis e colchões no Brasil cresceu em 13,2% em 2010 se comparado ao ano anterior, de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóveis). A Associação Bra¬sileira de Designers de Interiores (ABD) também registrou expansão do setor em 500% na última década. Parte desse aumento se deve ao surgimento de um novo mercado: a classe C. Isso mostra que os brasileiros não só querem a casa própria, mas também conforto e bom gosto dentro do lar. As idéias e tendências mundiais vistos na Feira de Milão também podem ser adaptadas a essa nova realidade brasileira e aos novos consumidores brasileiros.

* Izabel Souki , diretora do escritório “Izabel Souki Engenharia e Projetos”

Fonte: Zoom Comunicação

Imóvel em São Paulo, Loft industrial

abril 28, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

O Loft Industrial é um projeto Diego Revollo, um dos nomes em destaque na arquitetura de interiores e decoração nacional. Diego utiliza como ninguém elementos clássicos em projetos modernos, o que faz com que seu trabalho se destaque cada vez mais. O loft tem cem metros quadrados e fia na zona sul da cidade de São Paulo. O projeto conquistou a ideal conciliação entre modernidade e conforto, provocando, simultaneamente, um ar industrial à residência. Integração surge como palavra chave do sucesso obtido neste projeto, acentuado ainda mais principio fundamental deste tipo de apartamento, o loft. A opção por um único revestimento para as paredes e teto de todo o apartamento também auxiliou a proporcionar maior unidade ao espaço, formando uma caixa única. Com a finalidade de alcançar o equilíbrio entre as características rústicas e industriais e as sensações quentes e aconchegantes, o cimento queimado foi escolhido como principal revestimento. Uma resina especial foi utilizada na mistura pronta Tecnocimento em busca de uma maior estanqueidade das superfícies das áreas molhadas.

Fonte: Design Milk / Fotos: Alain Brugier

Imóvel e casa um projeto inspirador

abril 28, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

Esse apartamento (interiores) é um projeto de Lanciano Design. O lugar é bonito e inspirador.

Os materiais são incríveis, as combinações de cores e texturas criam um espaço moderno e único. Os espaços amplos e a decoração clean são incríveis, com certeza um belo lugar para morar!

Fonte: abduzeedo / Fotos: Elad Sarig

Arquitetos aí vem o concurso CBCA para estudantes

abril 28, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

Inscrições abertas até 31 de junho

Estão abertas as inscrições para o ‘V Concurso CBCA para Estudantes de Arquitetura’, promovido pelo Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA). Para esta edição, o concurso propõe a criação de um projeto para uma ‘Unidade Educativa de Uso Comunitário’, de ensino público pré-escolar, primário e médio, inserido em um conjunto habitacional urbano e que permita o uso intensivo de suas instalações pela comunidade local.

Os candidatos deverão analisar as necessidades da comunidade onde o projeto se localiza e enfatizar a contribuição que este centro educacional pode oferecer aos habitantes da região. Deve ser dada especial atenção à aplicação correta do aço, à originalidade da solução construtiva adotada e sua inserção em relação ao meio ambiente e ao contexto urbano. As equipes devem apresentar as razões sobre a escolha da localização do projeto e a análise urbana a fim de que o projeto constitua uma contribuição para a comunidade em que se insere.

O principal benefício do projeto para a comunidade é o acesso a uma educação de qualidade para crianças e jovens, fomentando o desenvolvimento e formação dos alunos em seus conhecimentos, habilidades e atitudes, integrando igualmente os adultos em um programa de educação contínua. O projeto deverá permitir a aproximação do estabelecimento educacional de seus usuários, diminuição dos tempos de traslado, promover o intercâmbio social entre os usuários com o uso intensivo das facilidades postas à disposição de toda a comunidade. Além disso, deve colaborar na formação de focos de desenvolvimento urbano ao incorporar serviços públicos, tais como consultório de saúde, sala de reuniões, infraestrutura desportiva etc. que possam servir à comunidade.
O Concurso tem como objetivo promover o conhecimento do aço como componente de sistemas construtivos, incentivar a investigação em torno do seu enorme potencial, suas tecnologias e aplicações na construção, tais como em fundações estruturas, vedações, coberturas, revestimentos, e o seu desenvolvimento em uma concepção arquitetônica e estrutural apropriada; apoiar o desenvolvimento da arquitetura como disciplina fundamental da construção do habitat; promover o trabalho em equipe de professores e alunos, conjugando o Acadêmico e o Profissional, investigando e projetando sobre os diversos temas dos concursos; estimular o trabalho criativo dos alunos que orientados pelos seus professores possam levar as estruturas ao limite de suas possibilidades, baseados no conhecimento das propriedades do aço; promover o vínculo de professores e alunos com o Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA).

A participação no Concurso, com abrangência nacional, é direcionada a estudantes de faculdades de arquitetura, matriculados regularmente nos últimos anos do curso de Arquitetura, orientados por seu(s) respectivo(s) professor(es). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas diretamente no site do CBCA até o dia 31 de junho. Os trabalhos devem ser entregues entre os dias 20 e 31 de agosto. O julgamento dos trabalhos será nos dias 3 e 4 de setembro e no dia 10 de setembro será feita a divulgação do vencedor, que receberá o prêmio no dia 18 de setembro, durante o evento ‘O Dia do Aço’, em São Paulo.

A Comissão Julgadora será composta pelos membros da Comissão Executiva do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) e um representante das seguintes associações: Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (ASBEA), Associação Brasileira da Construção Metálica (ABCEM) e Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (ABECE).

O grupo vencedor receberá o prêmio de R$ 5 mil, sendo R$ 4 mil para o grupo de alunos e R$ 1 mil para o orientador. Os alunos integrantes das três equipes melhor classificadas receberão inscrições para o curso à distância sobre ‘Introdução à Construção em Aço’, promovido pelo CBCA, além de manuais técnicos, livros e revistas sobre construção metálica. Os professores orientadores dos três melhores projetos também poderão acessar durante um ano todo o material disponibilizado pelo Steelbiz do SCI – Steel Construction Institute. A Comissão Julgadora poderá conceder menção honrosa para projetos considerados relevantes.

A equipe vencedora do Concurso CBCA para Estudantes de Arquitetura representará o Brasil no ‘V Concurso ALACERO de Diseño em Acero para Estudiantes de Arquitetura 2012’, organizado pelo ALACERO – Instituto Latino-Americano de Ferro e Aço. O Brasil concorrerá com os representantes de países como Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela.

V Concurso CBCA para Estudantes de Arquitetura
Inscrições e informações através do site http://www.cbca-acobrasil.org.br ou pelo e-mail: cbca@acobrasil.org.br

Fonte: Factual Comunicação

Imóvel é transformado com integração da cortina

abril 28, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

 integração da cortina com a persiana pode conferir conforto, beleza e muita versatilidade ao lar. A funcionalidade de uma aliada à elegância da outra resulta em combinações de encher os olhos

Geralmente o que se vê no ambiente é a cortina ou a persiana. Mas, quem disse que não se pode ter as duas opções em um mesmo espaço? A integração desses dois acessórios traz possibilidades como: vedar totalmente a entrada de luz, integrar ou dividir espaços.

Visando explorar todas as vantagens das cortinas e persianas, as arquitetas Patrícia Guerra e Roziane Faleiro, daFaleiro Guerra Arquitetura, desenvolveram o projeto de um quarto em que unem esse dois itens. “Existem diversos modelos, tanto de cortinas quanto de persianas, que permitem usos cada vez mais elaborados e que trazem muito conforto para seus usuários”, defendem as profissionais. No projeto em questão, elas integraram as peças de forma que se complementam com harmonia, conferindo um ar chique e elegante. “O resultado estético da combinação entre a cortina e o reposteiro é incrível. O reposteiro fica apenas no lado direito da parede, além da beleza, essa opção aquece o espaço deixando-o aconchegante”, avalia Patrícia. E completa: “Já a persiana ganhou um papel mais funcional, ela veda a entrada da luz solar”.

Roziane, aliás, faz questão de destacar as funcionalidades das persianas: “De diversos modelos e tecidos elas trazem inúmeras possibilidades de uso, a gosto do cliente. Têm-se a opção de deixar os vãos inteira ou parcialmente fechados, vedados ou transparentes. Esse material pode ser horizontal ou vertical, de aletas ou tecidos. As persianas geram aconchego. Mas a limpeza deve ser feita por empresas especializadas”, alerta.

As cortinas também merecem atenção especial, como lembra Patrícia: “Empregadas com muita frequência, elas aquecem e valorizam os ambientes. Podem ser mais transparentes ou mais opacas. Normalmente, são fabricadas com um tecido neutro por estar fazendo a função de forro; propriedade que causa corpo ao conjunto. O ideal é que se utilize um tecido de 300 cm de largura. Os tecidos acrílicos e com poliéster, são fáceis de manutenção e limpeza”.

As profissionais da AKinteriores, Ana Karina Chaves e Klasina Norden, também apreciam o uso de cortinas e de persianas nos projetos de decoração. Elas citam algumas maneiras de usar esses elementos e dar um toque especial ao lar: “A persiana horizontal ao fundo com uma cortina de voil à frente deixa o espaço bastante bonito”, opinam. Elas defendem, inclusive, o uso das peças nas cozinhas. “Para ambientes conjugados, com cozinha e copa, é permitido usar a persiana, de material fácil de limpar, na cozinha. As persianas mais modernas possuem grande durabilidade, são de fácil colocação e acumulam menos pó, algumas inclusive vedam até o excesso de som externo”.

As arquitetas da Faleiro Guerra, assim como as designers de interiores Ana Karina e Klasina, sempre utilizam persianas e cortinas em seus projetos. Segundo elas, a decoração ganha mais versatilidade. “Podemos vestir os ambientes, proteger o piso e os móveis da incidência direta de luz solar, garantir mais privacidade ao diminuir a luminosidade e outros. Sabendo adequar as diversas alternativas, dá para transformar os ambientes”, garantem.

Fotos:

Foto: Gustavo Xavier

 

No intuito de inibir a incidência grande de luz e, ao mesmo tempo, deixar o quarto mais acolhedor, as profissionais da Faleiro Guerra Arquitetura optaram pela junção de uso da cortina e persiana

Foto: Henrique Salei

As profissionais da AKinteriores também valorizam a união desses dois elemento em seus projetos. Na biblioteca que criaram para a mostra Morar Mais por Menos a cortina e a persiana deram um toque especial ao espaço

Fonte: MÃO DUPLA COMUNICAÇÃO

Ao achar imóvel escolha o piso certo

abril 28, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

Antes de definir o revestimento para a sala, quarto, cozinha banheiro e área externa conheça as vantagens e desvantagens de cada material. Separamos algumas opções para ajudar na escolha.

Salas e quartos
Revestimentos claros ampliam o ambiente. E pisos quentes garantem o aconchego.
Sugestões: Madeira de demolição, Tacos de madeira, Laminado

Cozinhas e áreas de serviço
A presença de alimentos e produtos químicos sinalizam a necessidade de revestimentos menos delicados.
Sugestões: Porcelanato de alto brilho, Granito, Porcelanato polido

Banheiros e lavabos
Muita umidade nos espaços com banho, mas a metragem reduzida facilita na hora de investir em um piso mais caro.
Sugestões: Porcelanato esmaltado; Pastilha de vidro, Mármore

Áreas externas
O ideal nessa área é ter um chão que não escorregue.
Sugestões: Tijolo de piso, Mosaico português, Cerâmica esmaltada, Ladrilho hidráulico

Arquiteta Karina Afonso

Próxima Página »