Dicas para quem está construindo e reformando

março 14, 2012 by lmenezes · Comentários desativados
Filed under: Arquitetura 

Construir ou reformar um imóvel nem sempre é uma das tarefa fácil. Mais do que projetar o resultado arquitetônico esperado, existem uma série de questões legais para as quais os proprietários precisam estar atentos para evitar que suas residências ou empreendimentos comerciais venham a ter problemas junto aos órgãos públicos responsáveis pela regularização imobiliária. Sobre este tema, a engenheira Sanrlei Polini, diretora da Soluções Consultoria, aponta cinco dicas essenciais que abrangem os cuidados necessários, em termos de documentação, que devem ser tomados por quem está realizando uma reforma.

Confira as dicas:

Projeto adequado: “É imprescindível a contratação de um engenheiro ou arquiteto especializado em reformas, pois este profissional terá condições de elaborar o projeto de reforma de acordo com as leis e normas técnicas estabelecidas pelos órgãos públicos locais, evitando assim problemas legais no futuro”.

Processo de aprovação: “Depois de finalizado o projeto para a reforma ou construção, é preciso encaminhá-lo para aprovação junto à prefeitura municipal. Para que o processo ocorra de maneira assertiva e sem grandes dores de cabeça para o proprietário, é importante a consultoria de uma empresa especializada, que já conhece os trâmites legais e burocráticos e pode garantir maior sucesso à ação”.

Mão-de-obra: “As pessoas que trabalharão no dia-a-dia da obra também precisam ser especializadas e de confiança. Além disso, é importante que sejam permanentemente acompanhadas por um engenheiro ou arquiteto que gerenciem o trabalho e garantam que tudo sairá conforme acordado”.

Documentação: “Após a conclusão da obra é preciso solicitar junto à prefeitura o “Habite-se”, documento que comprova legalmente que o imóvel foi construído de acordo com o aprovado. Além disso, também é preciso levar o projeto do imóvel e o “Habite-se” para averbação (declaração) no registro de imóveis”.

Laudos especiais: “No caso dos imóveis comerciais, é importante não esquecer que também é preciso obter com os órgãos públicos outros laudos e aprovações que são obrigatórios para o funcionamento dos estabelecimentos, tais como: vigilância sanitária, bombeiros e órgãos ambientais”.

Fonte: Zap Imóveis

Coberturas

março 2, 2011 by admin · 934 Comments
Filed under: Arquitetura 
Os telhados têm a função de receber a água da chuva, proporcionar isolamento térmico e proteger a edificação.
Composto de telhas inclinadas, sobrepostas sobre as tesouras, de maneira a canalizar as águas para o solo, tem também função estética. Quando bem desenhado o telhado embeleza a casa.
Água- superfície plana inclinada de um telhado, cada um dos caimentos do telhado. Cumeeira- ponto mais alto do telhado que une duas águas.
Espigão- encontro entre duas águas que formam um ângulo saliente.
Rincão- ou água furtada, encontro entre duas águas que formam um ângulo reentrante, calha.
Oitão- parede que faz o fechamento na altura do telhado.
Beiral- projeção do telhado para fora do alinhamento da parede.
Mansarda, água-furtada ou lanternin- janela saliente no telhado.
Tesoura- estrutura que sustenta as telhas, de madeira ou metal. Composta por linha, perna e pendural e sobreposta pelas terças, caibros e ripas (em cima destas ultimas vão as telhas).
Inclinação- Expressa em graus ou porcentagem, deve estar de acordo com a telha.
Telhas de barro (cerâmica)
Fornecem rico visual destacando a cobertura. São pesadas e de pequena dimensão, exigindo tesouras mais elaboradas. Em locais com grandes variações térmicas, estas telhas ficam apenas sobrepostas evitando trincas. A telha de barro pode ser: natural, esmaltada (ou vitrificada), com resina acrílica ou com poliéster (tinta automotiva).
Telhas de concreto (tégula)

Cobertura muito resistente com características próximas as telhas de barro, são produzidas sem queima.
Telhas de fibrocimento
Hoje sem amianto, estas telhas são de dimensão bem maior, cobrindo grandes vãos com menos madeiramento das tesouras e colocação rápida.
Telhas plásticas
Coloridas, translucidas com modelos que se adaptam a telhas de outros materiais, elas compõem cobertura para ambientes onde a luz do sol é imprescindível.
Obs: Polietileno (PE) – sacolas, frascos,…
Polietileno de rede (PEX) – tubulações
Polipropileno (PP) – brinquedos, copos, potes, carpetes, canetas, …
Poliestireno (PS) – isopor
Politereftalato de etileno (PET) – garrafas
Policarbonato – bem mais resistente.
Telhas de vidro
Resistentes, isolantes termo-acusticas e muito caras, podem ser fabricadas a semelhança de varias outras telhas para compor uma cobertura.
Cobertura vegetal
Rústica, excelente isolante térmico-acústico, impermeável, as coberturas de capim devem ter estrutura de madeira enquanto que as de grama podem ficar sobrepostas a qualquer estrutura.
Telha de pedra
A cobertura de tela plana de ardósia deve contar com grande inclinação.
Telha metálica
Direcionadas para obras comerciais e industriais, são chapas de diversos formatos com perfil trapezoidal, ondulado, ….Podem ser de alumínio, aço, flandres, zinco… e algumas possuem isolamento termo-acústico com forro PET, ou ainda  gravilhadas.
Telha Asfaltica/Betume